Em formação

Prêmio Nobel de Medicina para o 'pai' da FIV

Prêmio Nobel de Medicina para o 'pai' da FIV

Graças à fertilização in vitro, terapia utilizada há 32 anos por milhões de casais com problemas de fertilidade e que desejam ter filhos, estima-se que mais de quatro milhões de meninos e meninas tenham nascido no mundo. O "pai" ou o descobridor desta técnica de reprodução assistida, o britânico Robert Edwards, acaba de receber o Prêmio Nobel de Medicina.

Suponho que somente quem passou pela dificuldade de ter um filho pode compreender o grande valor desse reconhecimento. A fertilização in vitro revolucionou o tratamento da infertilidade humana. É especialmente indicado para casais em que a mulher apresenta alterações ao nível das trompas de falópio, bem como nos casos em que o homem tem diminuição moderada do número ou mobilidade dos espermatozoides.

Estima-se que hoje, um em cada dez casais tenha dificuldade em ter filhos. Um casal é considerado infértil quando, após um ano de relações sexuais sem o uso de anticoncepcionais, a mulher não consegue engravidar. Atualmente, existem tratamentos que atuam diretamente na patologia que causa a infertilidade, tanto em homens quanto em mulheres. Nesse sentido, eles são divididos em dois grupos, inseminação artificial e fertilização in vitro. A primeira é indicada nos casos de esterilidade sem causa aparente ou com fator masculino leve, enquanto a segunda é uma técnica um pouco mais complexa que possibilita a união do óvulo com o esperma e posterior implantação na parede do útero da mulher. A contribuição de Robert Edwards para a medicina moderna representa um grande acontecimento e uma grande satisfação para muitas, muitas famílias. Ser capaz de fertilizar óvulos humanos fora do corpo da mulher facilitou, há 32 anos, o nascimento do primeiro "bebê de proveta" do mundo, a britânica Louise Brown. E tenho certeza que hoje, principalmente, seus pais se sentirão um pouco mais felizes com esse reconhecimento. Vilma Medina. Editor do nosso site

Você pode ler mais artigos semelhantes a Prêmio Nobel de Medicina para o 'pai' da FIV, na categoria de problemas de fertilidade no local.


Vídeo: FERTILIZAÇÃO IN VITRO? ADOÇÃO? OVORECEPÇÃO? Karina Bacchi (Dezembro 2021).